Igreja de Todos os Santos (Colégio dos Jesuitas) - Ponta Delgada (Açores)

A Igreja de Todos-os-Santos, do antigo Colégio dos Jesuítas, é obra dos séculos XVI-XVII. Foi mandado erguer pelos Jesuítas em 1592, sendo ampliado em 1657.
Quando o Marquês de Pombal ordenou a expulsão dos Jesuítas de Portugal, o Colégio foi abandonado, ficando à guarda do Estado, sendo, durante muito tempo, sujeito a actos de vandalismo e profanação.
Em 1834 foi vendido em hasta pública a Nicolau Maria Raposo do Amaral que, conjuntamente com os seus descendentes, soube estimar e defender este importante património.
Em 1972 a Igreja foi oferecida à Câmara Municipal de Ponta Delgada que, em 1977, a cedeu ao Governo Regional dos Açores e este, em 1979, a cedeu ao Museu Carlos Machado que após o restauro lá instalou (Maio de 2006) o seu Núcleo de Arte Sacra (aqui está exposta uma valiosa colecção de obras, que também foram sujeitas a intervenções de restauro e conservação, provenientes do próprio património da Igreja e outras de conventos já extintos, revelando todas um pouco da nossa História).
A Igreja é de uma beleza excepcional, destacando-se a magnifica talha em que se utilizaram madeiras de teixo, cedro, bucho, faia, vinhático e sucupira. A ornamentação do altar-mor, do arco triunfal e dos retábulos laterais são um eloquente testemunho da liberdade decorativa do Barroco. Coexiste ali uma variedade enorme de elementos decorativos, de elevado requinte artístico, destacando-se motivos vegetalistas e zoomórficos, colunas salomónicas, torneados e concheados. De referir que no altar-mor podem ver-se cerca de trinta anjos em diferentes poses!
A quase totalidade da talha não está folheada a ouro, como é "habitual" nas igrejas (segundo me informaram os Jesuítas "não tiveram tempo" para o fazer), mas tal facto mais realça a beleza da talha. Também o exterior (frontaria) é uma obra magnifica em talha... mas de pedra!
De referir, por fim, que anexo à Igreja existe um edifício onde se encontra, entre os muitos livros ali guardados, a livraria e espólio de Teófilo Braga, a livraria de Antero Quental, os fundos de José, Ernesto e Eugénio do Canto, para além de outras importantes colecções de livros (destaque-se um conjunto de edições de Os Lusíadas).
Igreja de Todos os Santos - Ponta Delgada (Açores)

3 comentários:

João Pedro disse...

Adorei o seu post sobre o Colégio dos Jesuítas.
Eu vivo em Ponta Delgada e sou completamente fascinado por História D'Arte (sou aluno de artes) e por esta mesma igreja.
É um exemplar magnífico duma igreja barroca de nave única e a talha é monumental e esmagadoramente imponente.
Adorei o seu trabalho fotográfico e agradeço-lhe por divulgar um monumento da nossa cidade.

Cumprimentos,
João Pedro.
john_nextg@hotmail.com

Anónimo disse...

Uau! Obrigado! Eu sempre quis escrever no meu site algo como isso. Posso tomar parte do seu post no meu blog?

glória disse...

Uma Igreja majestosa e linda! Foi óptimo que apesar de tantas mudanças de proprietário durante os muitos anos, não tenha ficado danificada nem estragada!
Lindo e amoroso o pormenor dos anjos, no presépio, estarem no céu! Tudo nesta Igreja é grande , enorme mesmo, e belíssimo!
Muito bonitas fotografias, como sempre.