Mosteiros de Bucovina (Roménia)

Entre 1457 e 1504 governou nesta região - Bucovina - o príncipe Estevão III (Stefan cel Mare - Estevão o Grande) famoso em toda a Europa por se ter oposto, com sucesso, ao alargamento do Império Otomano. Travou 46 grandes batalhas e apenas perdeu duas! Para "marcar" a sua primeira vitória, há mais de cinco séculos, mandou construir um grande mosteiro com paredes coloridas por artistas da época. Após a sua segunda vitória mandou construir outro mosteiro e assim foi continuando... por cada vitória um mosteiro! Esta "tradição" foi seguida pelo seu filho e sucessor Petru Rares e por muitos dos seus vassalos. Aquilo que começou por ser um troféu de guerra, transformou-se numa das obras de arte mais impressionantes do mundo, sendo sete destas igrejas consideradas pela UNESCO, desde 1993, como Património Mundial. Da minha visita a Bucovina ficam as fotos de três mosteiros/igrejas - Moldovita (1532 - fundador Petru Rares), Humor (1530 - fundador Toader Bubuiog) e Voronet (1487 - fundador Estevão III) - todos eles Património da Humanidade.

O que mais impressiona nestes mosteiros/igrejas são as pinturas das paredes exteriores que continuam cobertas de magníficos frescos. Considerados obras primas da arte bizantina, estes frescos tinham uma função muito para além da decoração: numa altura em que a maior parte da população era analfabeta, as imagens mostravam (mostram) cenas da Bíblia, da vida de Cristo, retratos dos santos, apóstolos, anjos e demónios e até dos inimigos e cenas de batalhas! Tinham como função transmitir, através das imagens, ensinamentos da religião.


Sem comentários: