Igrejas de Goa - II (Índia)

Depois de Igrejas de Goa - I (onde mostrei várias igrejas de Goa, fora da Velha Goa) mostro agora as igrejas da Velha Goa.
A Velha Goa (Old Goa actualmente) foi até 1759 a capital do Império Português do Oriente que ia desde a costa oriental de África (Moçambique, Quiloa, Mombaça), passava por Ormuz, Mascate, Golfo Pérsico e chegava até Macau e Timor... A cidade, com uma dimensão semelhante à de Londres ou à de Lisboa de então, chegou a ter 300 mil habitantes! Da Velha Goa actualmente pouco mais resta do que uns monumentos (arco dos Vice-Reis, arco da Porta do Palácio do Xá Adil,...) e um conjunto de Igrejas, Capelas e Conventos considerado como "o maior e mais esplendoroso conjunto arquitectonico de igrejas que Portugal construiu". O que a seguir mostro foi o que sobrou da Velha Goa, "A jóia das Indias", a "Roma do Oriente" como também era chamada.

Igrejas de Goa -II

1 comentário:

glória disse...

As igrejas são realmente maravilhosas! Não hajam dúvidas de que os portugueses cumpriram muito bem o seu papel como difusores da fé,fizeram igrejas lindíssimas que ainda hoje estão por aí, espalhadas pelo mundo.
Os restos das campas dentro das ruinas daquela igreja, são comoventes, não são? Pessoas reais que viveram, morreram e estão ali enterradas... há tanto e tanto tempo! Trabalhei num museu que tinha em anexo uma linda igreja antiga, aonde haviam também várias campas interiores. Acho impressionante!